Acupuntura e gestação

28 de outubro de 2020
Acupuntura-e-gestacao-Projeto-Educa-Dor-1200x800.jpg

A gestação é um momento de espera, recolhimento e adaptação às constantes mudanças. A acupuntura, reconhecida por suas funções analgésicas e anti-inflamatórias, ajuda a reduzir – e até mesmo evitar – diversos sintomas decorrentes da gravidez.

Ao tratar pacientes grávidas com acupuntura, temos três objetivos básicos:

O primeiro objetivo é fornecer condições de saúde para que a mulher possa adaptar-se física e psiquicamente à gravidez, sem perder em excesso sua energia. São fatores de desgaste: idade, doenças crônicas, cirurgias, gestações e partos anteriores, amamentação, excesso de trabalho e/ou de atividade física, alimentação, emoções excessivas, traumas e outros fatores.

Confira também: Dúvidas frequentes sobre acupuntura

O segundo objetivo diz respeito ao preparo do útero na fase inicial da gestação, afim de ajudar na época da fixação da placenta na parede do útero, levando ao aumento da vascularização, propiciando assim, uma melhor nutrição ao feto. Já na fase final da gestação, a acupuntura pode ajudar no preparo para o trabalho de parto, através de pontos que auxiliam no posicionamento do bebê e favorecem as contrações uterinas.

O terceiro objetivo do tratamento da gestante está ligado aos sintomas, doenças e incômodos que podem surgir durante a gravidez, como enjoo, dores de cabeça, dores nas costas, edemas, diabete gestacional, aumento da pressão arterial, gastrite, ansiedade, depressão e descompensação de doenças preexistentes.

Os benefícios ainda podem ir além. Durante as sessões, o bebê também é beneficiado, visto que uma gravidez tranquila influencia o desenvolvimento do feto. Na fase do pós-parto, a acupuntura ajuda a reequilibrar as funções do organismo e a produção hormonal. Como atua no sistema nervoso central e periférico, a acupuntura é recomendada para casos de depressão pós-parto.

Alguns médicos têm receio de que a acupuntura leve a gestante ao trabalho de parto prematuro ou cause algum dano ao feto. Isso não procede, porque a acupuntura, uma vez bem indicada e bem realizada por um médico especializado, que saiba os pontos a serem evitados, pode e deve ser usada como instrumento terapêutico e preventivo durante a gravidez. A gestante, na verdade, precisa evitar usar medicações de qualquer tipo sem orientação médica, pois, em muitos casos, pode haver dano permanente no feto.

Texto por: Dra. Rosângela da Silva Biegler – CREMERS 17440

Créditos da imagem: Freepik

Projeto Educador Logo Pequeno

O Projeto Educa Dor é uma ferramenta de informação em saúde, que busca levar de maneira clara, informações sobre os mais diversos conceitos envolvendo a dor crônica, seus tratamentos, métodos e diagnósticos.

Responsável técnico: Dr. João Marcos Rizzo - CREMERS 18903

Últimas postagens