Anestesiologista

DR. MARCOS SPERB BICCA DA SILVEIRA

CREMERS 12381
DR. MARCOS SPERB BICCA DA SILVEIRA


Entre em contato comigo:

Hospital Moinhos de Vento


(51) 3314 3434



Médico com especialização em Anestesiologia, Dor e Cuidados Paliativos.

Sou médico, formado em 1982 pela Fundação Faculdade Federal de Ciências Médicas de Porto Alegre (FFFCMPA).

Nos anos de 1983 e 1984, fiz Residência Médica em Anestesiologia no Hospital de Clínicas de Porto Alegre. Além de seguir como contratado do Hospital de Clínicas após a Residência, foi no Hospital Santa Rita da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre, que é voltado ao tratamento do câncer, que tive a necessidade de aperfeiçoar meus conhecimentos em tratamento da dor, tanto aguda como crônica.

Fiz especialização em Tratamento da Dor e Cuidados Paliativos na Universidade Federal do Rio Grande do Sul, no Hospital de Clínicas de Porto Alegre, com a Dra. Miriam Martelete em 1986. Segui trabalhando em consultório próprio e hospitais, atendendo Dor Crônica e Oncológica.

Posteriormente, fiz Especialização em Cuidados Paliativos Oncológicos pelo Instituto Catalão de Oncologia de Barcelona e no Hospital de La Santa Creu de Vic, Espanha, com o Dr. Xavier Gómez i Batiste-Alentorn (1999). Ao retornar, fundei com colegas, a UNITÀ – Clínica de Dor e Suporte Oncológico, onde segui o trabalho em tratamento da dor e cuidados paliativos.

No ano de 2005 fomos convidados pela diretoria médica do Hospital Moinhos de Vento a dar sequência ao nosso trabalho no Hospital, iniciando a Clínica de Dor do Hospital Moinhos de Vento, onde trabalhamos até hoje.

Durante o período ligado ao Hospital Moinhos de Vento (HMV) tive a oportunidade de enfrentar novos desafios na área de Dor, tendo realizado treinamentos para tratamento invasivo da dor neuropática, oncológica e crônica.


Formação Acadêmica

Dr. Marcos Silveira

Minha galeria de fotos



Meus últimos textos:


28 de julho de 2021

Informação muito comum na primeira consulta por dor crônica: fui encaminhado(a) para fazer “um bloqueio” para tirar a minha dor. Na realidade existem “degraus” a serem superados até que se chegue a conclusão de serem necessários métodos invasivos para controle de determinado quadro de dor crônica.

12 de maio de 2021

Se trata de uma dor que inicia na região occipital (nuca), e que irradia para a região posterior e lateral da cabeça. Normalmente ocorre somente de um lado (unilateral).  É causada por alteração do funcionamento do Nervo Occipital Maior, conhecido como Nervo de Arnold. Ele tem sua origem na segunda raíz cervical (C2).

14 de outubro de 2020

Definimos dor crônica como aquela que apresenta uma duração maior que 3 (três) meses. Diferentemente da dor aguda, que é um mecanismo de defesa, a dor crônica apresenta-se como uma doença, tendo em vista as alterações que determina no sistema nervoso periférico e/ou central.


Projeto Educador Logo Pequeno

O Projeto Educa Dor é uma ferramenta de informação em saúde, que busca levar de maneira clara, informações sobre os mais diversos conceitos envolvendo a dor crônica, seus tratamentos, métodos e diagnósticos.

Responsável técnico: Dr. João Marcos Rizzo - CREMERS 18903

Últimas postagens