Anestesiologista

DR. LUCIANO MACHADO DE OLIVEIRA

CREMERS 22739
Luciano Machado


Entre em contato comigo:

Oliveira Rizzo Clinica de Dor


(51) 3328-2711

(51) 98457-1706



E-mail pessoal



Médico com especialização em Anestesiologia, Dor e Cuidados Paliativos Oncológicos.

Nasci em Porto Alegre – RS, no ano de 1968. Ingressei na Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) junto ao Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA) no ano de 1991 e graduei-me médico em 1996.

Especializei-me em Anestesiologia na Residência Médica do HCPA nos anos de 1997 e 1998. Em 1999 ingressei na Residência Médica em Tratamento de Dor e Medicina Paliativa da UFRGS, com a Dra. Miriam Martelete.

No ano de 2000, tive a oportunidade de fazer especialização em Cuidados Paliativos Oncológicos no Instituto Catalão de Oncologia de Barcelona e no Hospital de La Santa Creu de Vic, também na Espanha, com o Dr. Xavier Gómez i Batiste-Alentorn. Realizei Mestrado junto ao HCPA/UFRGS na área de Ciências da Saúde, concluído em 2006. Atualmente sou doutorando na mesma Instituição, também na área de Ciências da Saúde.

Iniciei minha trajetória profissional em Dor e Cuidados Paliativos no ano de 2001 quando, com colegas especialistas nestas áreas, fundamos a UNITÀ – Clínica de Dor e Suporte Oncológico que, em 2005, a convite da diretoria médica do Hospital Moinhos de Vento tornou-se a Clínica de Dor deste Hospital, pioneira nesta área na Instituição, ampliada em suas especialidades e onde atuo até hoje.

Com o colega João Marcos Rizzo, em paralelo à Clínica de Dor do Hospital Moinhos de Vento (HMV), no ano de 2016, criamos a Oliveira Rizzo Clínica de Dor, também em Porto Alegre.


Formação Acadêmica

Dr. Luciano de Oliveira

Minha galeria de fotos



Meus últimos textos:


15 de setembro de 2021

A Dor Pélvica Crônica (DPC) refere-se ao quadro doloroso percebido na região pélvica, persistente de 3 a 6 meses ou mais, e não relacionada à gestação. DPC geralmente refere-se à dor limitada à pelve anatômica, que é a região compreendida entre a cicatriz umbilical e os ligamentos inguinais.

30 de junho de 2021

Como a dor é um fenômeno 100% subjetivo e individual, o principal instrumento, na consulta, é a comunicação. Fazer-se entender facilita a compreensão de todo o processo doloroso. Nesse sentido, tentar descrever a dor que se sente com o máximo de riqueza e de características é fundamental.

22 de abril de 2021

É a dor relacionada à lesão do sistema nervoso, seja Periférico ou Central. Suas características são dor persistente após a cura da lesão, associada a sintomas indiretos (alteração de motricidade, alteração vascular, etc.). Antes de exemplificar e trazer outros dados sobre a dor neuropática, devemos abordar o tema Neuropatia.


Projeto Educador Logo Pequeno

O Projeto Educa Dor é uma ferramenta de informação em saúde, que busca levar de maneira clara, informações sobre os mais diversos conceitos envolvendo a dor crônica, seus tratamentos, métodos e diagnósticos.

Responsável técnico: Dr. João Marcos Rizzo - CREMERS 18903

Últimas postagens